3 procedimentos para renovar completamente área dos olhos, sobrancelhas e pálpebras

Para quem busca modificar o olhar com tratamentos estéticos, algumas novidades em tratamentos combinados podem ser realmente efetivas. Conheça os novos tratamentos para cuidar perfeitamente da área dos olhos, sobrancelhas e pálpebras:

Eyeconic para sobrancelhas arqueadas
De acordo com a dermatologista Dra. Kédima Nassif, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o novo procedimento Eyeconic consegue promover, em poucas sessões, a elevação das sobrancelhas e a abertura do olhar. O protocolo reúne aplicação da toxina botulínica e sessões do Ultraformer III, um ultrassom microfocado. “Primeiro, aplicamos o Ultraformer que emite energia mecânica através das ondas de ultrassom, que fazem pontos de coagulação na pele e no músculo, com consequente contração tecidual e tonificação da pele. Na sequência, é aplicada a toxina botulínica, que paralisa a musculatura e, com equilíbrio entre músculos depressores e elevadores, conseguimos melhorar sua posição”, afirma a médica. Eyeconic é indicado para pessoas a partir de 30 anos que desejem evitar a queda das sobrancelhas e o excesso de pele nas pálpebras, pelo envelhecimento, assim como para o tratamento do problema em quem já sofre com a queda das sobrancelhas, ou como complemento à blefaroplastia. O tratamento não é agressivo, o tempo de recuperação é curto e durante a sessão, o paciente sente, no máximo, um pequeno desconforto, já que é aplicado um anestésico tópico. Ao total, são três sessões mensais com o ultrassom e, apenas na primeira delas, a toxina botulínica é aplicada. Após o término das três sessões, é indicada uma manutenção semestral com uma sessão completa de ultrassom microfocado com toxina botulínica. O procedimento é contraindicado para gestantes e lactantes.

“Look Up” para pálpebras caídas
Uma das áreas em que a flacidez causa mais incômodo é nas pálpebras, que ficam “caídas”, o que pode causar desconforto até para a visão. O protocolo “Look Up” trata o problema com a associação de duas tecnologias: o ultrassom microfocado e o laser Erbium Yag não ablativo fracionado. “Primeiro é aplicado o ultrassom e depois o laser. O objetivo desse tratamento combinado é o estímulo do colágeno local e melhora da flacidez, além de tentar fazer com que a pálpebra superior fique mais ‘elevada’ e que haja uma melhora da textura e aspecto da pálpebra inferior. Sempre lembrando que os resultados são variáveis de paciente para paciente”, afirma a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. A médica explica que o ultrassom microfocado é uma das tecnologias mais modernas para prevenção e tratamento da flacidez da pele. “Seu intuito é proporcionar o efeito lifting de forma não invasiva. As ondas do ultrassom conseguem atingir e aquecer as camadas mais profundas da pele. Esse calor estimula o colágeno na região: com fortalecimento das fibras mais antigas de colágeno e neocolagênese (formação de novas fibras de colágeno)”. Na sequência, o laser Erbium Yag não ablativo fracionado permite uma coagulação seletiva da derme, com preservação da epiderme. “Por isso, há estímulo de colágeno e uma certa “retração da derme” com melhora da flacidez na região sem downtime (tempo de recuperação). Logo após sua aplicação, há discreta vermelhidão da área tratada que, em 90% dos casos, desaparece em 24 horas. A sensação de pele “áspera e ressecada” pode durar 3 dias”, diz. A maquiagem é liberada após quatro horas do procedimento. Com relação ao número de sessões, o ultrassom microfocado pode ser realizado uma ou duas vezes no ano (a cada 6 meses ou a cada 12 meses, dependendo da necessidade individual). Já o laser deve ser realizado três vezes, com intervalos a cada 30 dias.

Lumi Eyes para clarear olheiras
O protocolo Lumi Eyes une a luz intensa pulsada do Expert Light com o laser Nd:Yag 1064nm do MultiStation, ambos da plataforma Solon, para promover o tratamento global das olheiras. Segundo o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr., o procedimento inicia-se com a aplicação do Expert Light, que age na melanina, melhorando as olheiras pigmentares. “O equipamento possui alta performance no clareamento de olheiras e outras alterações pigmentares pois atua em diferentes profundidades da pele, sendo capaz de concentrar fótons em comprimentos de onda específicos, dessa forma agindo diretamente no alvo necessário”, destaca. Além disso, a luz intensa pulsada do Expert Light também age estimulando o colágeno, o que melhora as rugas superficiais presentes na área dos olhos e confere firmeza a pele da região. Em seguida, aplica-se o laser MultiStation, que possui comprimento de onda com grande potencial de penetração, atuando assim na destruição da hemoglobina, que vai ser absorvida pelo organismo. O resultado do protocolo é o tratamento amplo e abrangente das alterações, com o clareamento tanto das olheiras vasculares, quanto das alterações pigmentares. Além disso, é visível a melhora da textura da pele da região dos olhos, com diminuição de rugas finas e aumento da firmeza do tecido. “Para alcançar tais resultados, o recomendado é que sejam feitas três sessões com intervalos mensais entre cada uma delas”, destaca o Dr. Abdo. “Outra vantagem do procedimento é o fato de não possuir contraindicações nem downtime, permitindo ao paciente retornar a suas atividades imediatamente, sendo que o único cuidado necessário é a fotoproteção constante”, finaliza o médico.



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336