Ultrassom 3D com ajuste de profundidade reduz flacidez facial

Com o tempo, as fibras de ancoragem e sustentação da pele precisam ser estimuladas, já que a produção de colágeno e elastina diminui com a idade. E uma das formas mais certeiras de fazer esse estímulo é por meio do ultrassom microfocado, que acaba de ganhar um upgrade com a tecnologia Ultrassom 3D Solon. O tratamento é o único do mercado com tecnologia 3D para ajustar exatamente a profundidade onde o ultrassom irá agir e qual o tamanho do dano térmico, atingindo a derme e estimulando a produção de fibras de sustentação da pele, o que diminui a flacidez. “Isso permite um tratamento muito mais eficaz, na medida em que modulamos o tanto de contração do músculo e pele para o aparelho conseguir estimular mais colágeno com mais eficácia e menos dor”, diz o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

 Ultrassom 3D Solon é o primeiro do mercado com recurso 3D, permitindo modular exatamente a profundidade, o dano térmico lateral e a densidade do tratamento. “Do ponto de vista clínico, o tratamento é menos dolorido e muito mais homogêneo”, diz. Entrando especificamente em seu mecanismo de ação, o ultrassom microfocado de Ultrassom 3D Solon concentra a energia do ultrassom em um ponto específico, promovendo coagulação e contração do músculo e das fibras de colágeno e elastina. “Esse é um tratamento revolucionário que traz resultados na hora”, afirma o dermatologista.

O médico explica que os transdutores faciais microfocados do Ultrassom 3D Solon entregam uniformemente a energia ultrassônica nos pontos específicos onde se deseja. “No sistema músculo aponeurótico superficial (SMAS), ele promove encurtamento das fibras e contração imediata (efeito lifting). Na derme, contrai as fibras elásticas, melhorando a flacidez, e estimula os fibroblastos a produzirem novo colágeno”, enfatiza o médico. Como age no músculo, o procedimento faz o skin tightening (deixando a pele mais próxima do músculo). Na sessão, o paciente sente pouca dor, por conta da alta performance do aparelho, mas o incômodo é menor que outros ultrassons do mercado.

Para o tratamento de flacidez facial, o médico indica uma média de três sessões mensais, dependendo do grau de flacidez de pele da paciente, mas na primeira sessão já é possível ver resultados. O procedimento é contraindicado em gestantes e pacientes que usam de anticoagulante.



WordPress Video Lightbox