6 dúvidas comuns sobre a cirurgia de lifting facial

O envelhecimento é um processo natural que pode causar uma série de alterações no organismo, principalmente na pele, levando ao surgimento de flacidez, manchas, rugas e linhas de expressão, que podem causar grande desconforto estético. Dessa forma, é natural que os pacientes procurem por procedimentos para dar fim a esses sinais da idade, como o lifting facial, que consiste no reposicionamento de tecidos como musculatura, gordura e pele para amenizar rugas e vincos e recuperar os contornos faciais. “O objetivo do procedimento é deixar o rosto com aspecto mais descansado, saudável e o mais natural possível, sem parecer que foi operado”, explica a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery). Porém, apesar do lifting facial já ser um procedimento bastante conhecido, muitas pessoas ainda chegam ao consultório com dúvidas sobre a cirurgia. Para ajudar nesses casos, a especialista respondeu as principais questões que envolvem o lifting facial. Confira:

Qual a idade ideal para a realização do lifting facial? Não existe idade certa para buscar pelo procedimento. “A partir do momento em que os sinais da idade passam a te deixar desconfortável de alguma forma, é hora de procurar pelo lifting facial ou outros procedimentos estéticos que vão te fazer se sentir bem com sua própria aparência. Geralmente, o lifiting facial é recomendado para pacientes que já apresentam flacidez em grau moderado ou grave”, destaca a médica.

O que acontece durante a cirurgia? Feito sob anestesia, o procedimento é realizado a partir de incisões que vão ser feitas de acordo com o tipo de lifting ideal para cada paciente. “A partir das incisões é realizado o descolamento da pele da face, o reposicionamento da musculatura e retirada do excesso de pele. Toda a tensão da tração do músculo é feita com pontos internos e não há qualquer tensão na pele”, afirma a cirurgiã. Segundo a Dra. Beatriz, o procedimento pode durar de 3 a 6 horas, dependendo das estruturas a serem tratadas.

Como são as cicatrizes do procedimento? O formato e visibilidade da cicatriz dependerão da técnica adotada pelo médico para a realização do lifting, que será escolhida de acordo com o interesse do paciente. “Como os pacientes não querem que ninguém note que eles foram submetidos a um lifting facial, as cicatrizes geralmente são posicionadas próximas à linha do couro cabeludo ou seguindo a dobra das orelhas, de forma que não fiquem perceptíveis. Dessa forma, após o procedimento, as cicatrizes ficam bem escondidas e os resultados são naturais”, diz a especialista.

Como é o pós-operatório? Assim como em qualquer cirurgia, podem surgir hematomas e edemas após o lifting facial. O tempo de internação geralmente é de cerca 24 horas, podendo ser maior dependendo da necessidade do paciente. “Após o período de internação é importante que o paciente tome alguns cuidados para evitar complicações, como não fazer esforços físicos e evitar a exposição solar enquanto houver edema e marcas roxas. O tabagismo e o consumo de álcool também não são recomendados. Já o uso de cosméticos nas semanas que seguem o procedimento deve ser discutido com o cirurgião”, completa a cirurgiã plástica.

Quando os resultados começam a aparecer? Geralmente, você poderá enxergar pequenas mudanças na aparência de seu rosto imediatamente após o procedimento. Porém, os resultados só serão visíveis após a diminuição dos inchaços e hematomas, que tendem a sumir após uma semana do procedimento, em média. “Já com relação à duração dos resultados do lifting facial, essa vai depender dos hábitos de vida do paciente, como alimentação, qualidade de sono, stress, e principalmente com relação aos cuidados com a pele, já que o processo de envelhecimento continua”, alerta a médica.

Quanto custa o procedimento? “O custo de um lifting facial varia com base em vários fatores, incluindo o grau de flacidez do paciente, o cirurgião que irá realizar o procedimento e o local onde a cirurgia será realizada. Por isso, o ideal é que você converse com seu médico para verificar qual o valor do método mais indicado para o seu caso”, finaliza a Dra. Beatriz Lassance.



WordPress Video Lightbox