Unhas: uma solução para cada problema

Nem só de esmaltes da moda vivem as unhas. Elas precisam de cuidados, assim como a pele dos pés e das mãos

shutterstock_202189336As mulheres costumam ter unhas mais fracas do que os homens. Provavelmente, porque lavam louça e fazem manicure com muito mais frequência do que eles. Para o dermatologista mineiro Abdo Salomão Junior, além do contato com água, detergentes e produtos de limpeza, são também causas frequentes do enfraquecimento das unhas as dietas inadequadas, a falta de vitaminas, a deficiência de cálcio e a retirada em excesso da cutícula.
Porém, existem alterações mais difíceis de tratar, como as onicomicoses. “As micoses podem levar a um descolamento e/ou espessamento da unha, que, algumas vezes, muda de cor e fica mais grossa. Já as manchas brancas transversais são, em geral, provocadas pelo excesso no uso de esmalte e acetonas, bem como a manipulação inadequada da manicure”, explica.
O dermatologista, que é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, recomenda substituir a acetona por óleo de banana ou removedores de esmalte sem álcool, para não ressecar ainda mais a região. Ele aconselha não remover excessivamente as cutículas e dar um intervalo de alguns dias sem esmalte, para que as unhas não fiquem quebradiças. “Uma alimentação rica em minerais e vitaminas também ajuda a manter as unhas fortes”, completa.
Existem, ainda, segundo o médico, suplementos vitamínicos como a biotina, que auxiliam no fortalecimento, assim como esmaltes com medicações que melhoram as irregularidades da lâmina ungueal. No caso das micoses de unha, ele lembra que os tratamentos a laser, com o Solon NdYag 1064, em sessões quinzenais, têm dado bons resultados. “A vantagem é que não se sobrecarrega o fígado com substâncias fortes nocivas à saúde.”

Kelly Matos, podóloga do Espaço K Cabeleireiros, em São Paulo, aconselha hidratar as unhas e as cutículas com frequência. “A hidratação constante com cremes à base de uréia e o uso de bases fortificantes e óleos nas unhas e cutículas, impede o ressecamento”, garante. Sobre as micoses, a especialista lembra que, durante o tratamento, não se deve usar esmaltes. “A cutícula não deve ser retirada, pois deixa as unhas desprotegidas. Quanto ao uso de lixas, deve-se usar as descartáveis. Cabe à manicure aconselhar a cliente a levar para o salão seu próprio kit, com alicate, lixas e palitos descartáveis, enquanto estiver se tratando.”

Uma solução para cada problema
shutterstock_7072339Unhas frágeis: evitar a desidratação das unhas e o uso de agentes químicos presentes nas formulações dos produtos de limpeza, porque danificam a placa ungueal. Os hidratantes podem deter a perda de água. As fórmulas com uréia a 5-20% ou ácido lático a 5-10%, aplicadas duas vezes ao dia, são as mais indicadas.

Unhas estriadas ou sulcadas: indica-se a remoção dos sulcos por meio de polimento com agentes abrasivos, seguida de um alisamento da placa ungueal, para dar brilho.

Unhas discrômicas: a coloração da unha somente pode ser removida se estiver na superfície e o polimento feito apenas na camada superior. Agentes branqueadores removem quimicamente as manchas das unhas provocadas por cigarro, manipulação de alimentos ou materiais industriais.

Unhas descamativas: a ponta da unha pode ser reforçada com um polidor de unha (clear nail polish), para impedir a descamação. Recomenda-se o uso de três revestimentos semanais, sem a necessidade de remover o polidor anterior.

Unhas quebradiças: embeber um papel-filtro, do tipo usado nos saquinhos de chá, em uma solução de polidor para unhas. Após a secagem, passar várias camadas do polidor (clear nail polish).



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336