Skincare na quarentena: lembre-se dos cuidados com o pescoço

O Coronavírus tem mudado a rotina de muitas pessoas. O home office está cada vez mais comum e é necessário também buscar momentos de prazer dentro de casa, fazendo tarefas como cuidar da pele por exemplo. Uma das áreas que costuma ser esquecida no dia a dia, mas que agora pode (e deve ser lembrada) é o pescoço. “Esse é um bom momento para adicionarmos bons hábitos a nossa rotina, que é muitas vezes estressante ao extremo e não nos dá tempo de cuidar da pele como precisamos”, afirma a esteticista Isabel Piatti, especialista em Estética e Cosmetologia.

            De forma geral, todos os agentes que colaboram para o surgimento das rugas no rosto também agem no pescoço, mas essa é uma área que é esquecida na hora de passar o creme hidratante e fotoprotetor. “O pescoço é uma região de pele muito fina, praticamente sem glândulas sebáceas, com espessura próxima a 2mm, pouco hidratada e que tem grande movimentação natural pela própria dinâmica da região. A área, quase sempre esquecida mesmo para quem tem o hábito de cuidar do rosto, nem sempre é tratada como deveria”, ressalta a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. “Além da própria característica local, há agressões ambientais como água quente, frio, poluição, ar condicionado, sol, vento e o uso de perfumes contendo álcool, e bijuterias que podem causar hipersensibilidade local e alergias, além de tudo isso provocar ainda mais ressecamento, vermelhidão e mudança da textura da região”, completa. “Esse processo pode deixar a pele mais suscetível ao aparecimento de rugas, manchas e flacidez, fatores relacionados ao envelhecimento precoce”, explica Mika Yamaguchi, farmacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos.

            A dermatologista ainda analisa que a genética do tecido cutâneo local do pescoço, assim como a anatomia da região, pode revelar uma tendência a acumular gordura no subcutâneo submandibular (abaixo do queixo). “Isso provoca o famoso queixo duplo e a papada ou ainda flacidez da musculatura”, explica. Por conta de todos os outros fatores e pela ação da gravidade, o pescoço pode, de acordo com a dermatologista, adquirir o aspecto de duas bandas mais flácidas na região central — o que provoca o efeito de “pescoço de peru”.

            De acordo com Isabel, todos esses problemas podem ser evitados com cuidados básicos diários, principalmente a partir dos trinta anos, quando os primeiros sinais aparecem. As especialistas indicam alguns segredos para manter sempre linda a pele dessa região durante a quarentena:

*Seguir a ritual de beleza à risca — Os mesmos cuidados da rotina diária com o rosto devem ser tomados também no pescoço. “Limpeza, tonificação e hidratação são essenciais para manter a pele bem cuidada”, explica Mika Yamaguchi. “Desta forma, o mesmo protetor solar e hidratante utilizados na face devem ser aplicados no pescoço, o que ajudará a evitar o surgimento precoce dos sinais do envelhecimento e manter uma pele exuberante e harmônica”, ressalta a dermatologista Dra. Claudia Marçal. Quanto à hidratação, fundamental na região, a farmacêutica destaca alguns ingredientes-chave: “Sculptessence protege contra a degradação do colágeno, combate a flacidez cutânea e remodela o oval do rosto. Tem ação lifting e pode ser usado no pescoço para rearquitetura”, explica Mika. Em casos de preenchimento, Adipofill pode ser utilizado; e para alta hidratação: Hyaxel, Progenitrix e DSH CN devem estar na fórmula.

*Cápsulas para hidratação e lifting — O tratamento da região também já tem aliado em cápsulas, com substâncias que atuam de dentro para fora promovendo lifting, hidratando e ajudando a reorganizar as fibras de colágeno, segundo Mika. “A fórmula pode conter In.Cell, ingrediente funcional rico em aminoácidos essenciais, importantes para a síntese de colágeno, elastina e GAGs; em associação, pode conter o silício biodisponível Exsynutriment, que atua contra flacidez, reestruturando as fibras de colágeno e elastina. Os antioxidantes Bio-Arct (que age na energia celular) e Glycoxil (evita os malefícios do açúcar na pele) também podem estar na formulação”, explica a dermatologista Dra. Claudia Marçal. Os ativos são encontrados em farmácias de manipulação. “Procure sempre seu médico, que pode orientar a dosagem mais eficiente para o seu tratamento”, completa.

*Alimentar-se bem — Pessoas que engordam e emagrecem com frequência são mais propensas a sofrer com o acúmulo de gordura no pescoço, segundo a dermatologista. “Manter uma dieta saudável e praticar exercícios físicos são segredos valiosos para cultivar e manter a elasticidade do pescoço. Na verdade, sabemos que o exercício físico é excelente para a pele como um todo”, acrescenta Isabel.

            Quando o período da quarentena acabar, e for possível voltar normalmente à rotina, o uso da tecnologia também poderá ajudar a dar resultados bem expressivos. Uma das novidades para tratar o pescoço, eliminando rugas, flacidez e até a papada, é o Ultrassom 3D Solon. Único do mercado com tecnologia 3D para ajustar exatamente a profundidade onde o ultrassom irá agir e qual o tamanho do dano térmico, o Ultrassom 3D Solon atinge a derme e estimula a produção de fibras de sustentação da pele, o que diminui a flacidez. “Isso permite um tratamento muito mais eficaz, na medida em que modulamos o tanto de contração do músculo e pele para o aparelho conseguir estimular mais colágeno com mais eficácia e menos dor”, diz o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr., membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Do ponto de vista clínico, o tratamento é menos dolorido e muito mais homogêneo”, diz o médico. Entrando especificamente em seu mecanismo de ação, o ultrassom microfocado de Ultrassom 3D Solon concentra a energia do ultrassom em um ponto específico, promovendo coagulação e contração do músculo e das fibras de colágeno e elastina. “Esse é um tratamento revolucionário que traz resultados na hora”, afirma o dermatologista. A sessão dura 30 minutos e, para o tratamento de flacidez do pescoço, o médico indica uma média de três sessões mensais, dependendo do grau de flacidez de pele da paciente, mas na primeira sessão já é possível ver resultados. “De qualquer maneira, sempre procure um médico para melhor indicação do tratamento”, finaliza o dermatologista.



WordPress Video Lightbox
ENTRE EM CONTATO.
FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336