Saiba mais sobre o tratamento de varizes com espuma densa

Os dados chamam a atenção. Só no Brasil, a estimativa é de que 45% das mulheres e 30% dos homens tenham varizes, que são veias dilatadas por alterações na circulação sanguínea, normalmente nos membros inferiores. Os sintomas são dor, queimação, sensação de peso nas pernas e inchaço nos tornozelos. Os dados são da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.
As causas das varizes não são totalmente definidas, mas há predisposição genética, por isso, quem tem casos na família precisa ter mais cuidado, como evitar ficar muito tempo em pé ou sentado, praticar atividades físicas constantes e controlar a alimentação, já que o excesso de peso também prejudica a circulação sanguínea.
E se a má notícia é o número de pessoas com varizes, o bom é que novos tratamentos prometem resultados eficazes e com menos riscos. Se até um tempo atrás só a cirurgia era eficiente para o tratamento das varizes mais grossas, hoje, com a escleroterapia ecoguiada com espuma, conhecida como injeção de espuma densa, é possível o tratamento com uma técnica pouco invasiva e eficaz que pode ser realizada no consultório, sem cortes, internação e nem anestesia.
Saiba mais sobre a técnica:
1. O médico, responsável pela aplicação, cirurgião vascular ou angiologista, prepara a seringa com o medicamento em formato de espuma, guiado ou não por um ultrassom.
2. A substância se expande e gruda nas paredes internas do vaso, empurrando o sangue para fora. Sem sangue, a veia vai secar com o tempo.
3. Após o procedimento, é necessário o uso de meia elástica.
4. O paciente sai andando do consultório e não precisa de repouso.
5. A pele próxima à área tratada pode ficar escura, mas a mancha costuma desaparecer em até três meses. Caso isto não aconteça, pode ser necessário consultar um dermatologista que irá indicar um tratamento para clarear a pele.
6. Apesar da eficiência e simplicidade, assim como na cirurgia de varizes, a escleroterapia com espuma gera risco de trombose venosa e embolia, que pode provocar o deslocamento de coágulos pelo corpo até atingirem o pulmão, por exemplo. Por isso, a técnica só deve ser realizada por angiologistas ou cirurgiões vasculares com bastante experiência e depois de uma análise cuidadosa da saúde do paciente.
7. O médico é quem deve avaliar a quantidade de sessões necessária para cada paciente.



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336