Genética, Epigenética e Envelhecimento

shutterstock_217924714No segmento de saúde estética, a abordagem de epigenética é relativamente nova e representa uma evolução que leva à avaliação precisa do cliente, resultando em tratamentos estéticos cada vez mais personalizados. Mas, para entender melhor essa ligação e sua influência, primeiramente é preciso conhecer mais sobre a abrangência do conceito. A palavra epigenética tem origem no grego em que epi significa “acima” ou “sobre algo” e genéticafazer nascer”, podendo ser considerada como a ciência que estuda a hereditariedade.

Com isso estima-se que fatores ambientais, comportamentais e sociais podem induzir a alterações dos processos fisiológicos e na herança celular, fazendo com que o ambiente influencia a rotina do indivíduo na carga genética passada de geração a geração. Um exemplo é a análise do perfil de gêmeos idênticos, pois, embora nascidos com a mesma constituição genética, a exposição a diferentes hábitos de vida, com o passar do tempo, pode fazer com que, apesar de serem geneticamente idênticos, sejam diferentes do ponto de vista epigenético. Nas comparações estéticas entre gêmeos fumantes e não fumantes, alterações como linhas de expressão e rugas, por exemplo, costumam ser mais marcantes no que fuma.

Trazendo esse conceito para a área de saúde estética, pode-se notar que ele se aplica a diversas alterações, como o envelhecimento, por exemplo, em que a epigenética ajuda a determinar maior ou menor propensão a desenvolver certas características dessa fase da vida. A vantagem para o profissional é poder oferecer um tratamento estético específico, de acordo com as particularidades e necessidades de cada pessoa, resultando em atendimentos cada vez mais personalizados a partir de uma visão global do cliente.

E com o aprimoramento e avanço da ciência, conceitos difundidos desde o século passado em estética utilizados para explicar as alterações pelas quais o organismo passa e que levam a determinadas características estéticas e fisiológicas, como de envelhecimento intrínseco e extrínseco, foram revistos, reavaliados e aperfeiçoados, passando a serem abordados sob o ponto de vista de envelhecimento Genético e Epigenético.

                                                            CONCEITO ANTIGO
Envelhecimento Intrínseco
Interno, com o passar do tempo.

X

Envelhecimento ExtrínsecoExterno, ação da radiação, poluição, etc.
 
                                                             CONCEITO ATUAL
Envelhecimento Genético
Programado a nível celular (DNA)(pré-disposição)

X

Envelhecimento Epigenético
Induzido por fatores ambientais e hábitos de vida.(fator determinante)

Para se ter um tratamento do envelhecimento com apelo epigenético, é necessária a realização de um mapeamento completo que contemple informações sobre o cliente e seus hábitos de vida, a fim de coletar diferentes informações que, associadas à análise visual física da pele, resultarão em um protocolo eficaz e personalizado. Com tudo isso, a epigenética propicia uma correção de sinalizadores que levam ao envelhecimento precoce. E, consequentemente, leva à busca de um tratamento com combinação cosmética específica para retardar ou até mesmo reverter as ações do tempo.

Fonte: Buona Vita Cosméticos



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336