Sandro Cassolari entrega os segredos do corte Pixie

ghk-timeless-beauty-trends-pixie-cut-anne-hathaway-lgn-49329354

pixie02 pixie03 pixe04

Apesar do gosto do homem brasileiro influenciar bastante na opção das mulheres por cortes de cabelo, cada vez mais o corte pixie (o famoso Joãozinho) está conquistando as brasileiras. O corte traz um ar de frescor e fashionismo ímpares. A proposta é para mulheres com muita personalidade e atitude. O corte tem agradado atrizes e se tornado referencia e tendência fora do País.

1) Toda mulher fica bem de cabelo curto?
Para fazer o corte a mulher, antes de tudo, precisa ter atitude. A mulher muitas vezes se acha um pouco acima do peso, tem a testa ou o nariz grande, mas tudo é ponderável e pode ser trabalhado enquanto se corta. De qualquer forma acredito que o curto é ótimo e super indicado para qualquer estilo, sim.
2) Quais os critérios básicos que o cabeleireiro deve levar em conta na hora de propor um curtinho?

Primeiro é o feeling! Quando uma mulher entra no salão eu, automaticamente, já imagino, no mínimo, duas alternativas de corte de cabelo que ficariam bons nela. É como um “jogo de sedução”, eu converso com ela até que haja confiança e ela consiga se arriscar.
É claro que analiso o tipo de cabelo, volume, textura, entre outras coisas. Com isso, é possível criar a forma de pixie ideal e que agrade a mulher.
modern-pixie-hairstyle Asymmetrical-Pixie-Haircut-Short-Hair3) Qual o segredo para não errar a mão na hora de realizar o corte?
Quando vou fazer um corte eu já o imagino pronto na minha cabeça antes de executá-lo. É certo que se eu sugerir a mudança preciso ter certeza de que vai ficar bom. E o segredo é conversar o tempo todo com a cliente para transmitir confiança e fazer com que ela não fique insegura.
4) Existe alguma regra em relação a cabelos crespos e lisos?
Particularmente desenvolvi uma técnica para cortar cabelos cacheados e crespos que confere leveza às mechas. Tiro primeiro o volume e, com isso, acabo já eliminando um pouco da preocupação que a mulher possa sentir. Com os cabelos lisos é preciso ser mais detalhista porque o corte acaba aparecendo mais. Nesse caso, você necessita seguir à risca as técnicas como uma divisão perfeita do cabelo, assim como a divisão das mechas, entre outros detalhes. É tudo milimétricamente pensado quando falamos de um cabelo mais liso. Um corte bem feito tem bastante disponibilidade.
5) E se a cliente não gostar do resultado, qual é a melhor saída?

Essa possibilidade é quase remota. Isso porque eu já prevejo o resultado e durante o corte vou passando segurança para ela. Depois de pronto mostro as possibilidades do corte e sua versatilidade. Mostro como fica com os fios direcionados para cima, para baixo, mais despojado e mais sério. Dou dicas do que ela não deve fazer para não “matar” o corte e isso tudo elimina as possibilidades de não curtir o resultado.
pixie_hairstyles4pixie016) Você aconselha mudar o corte e a cor em uma só sessão?
Desde que a cliente se mostre segura, vale sim a pena. Se eu sentir insegurança recomendo não fazer as duas transformações no mesmo dia. Por exemplo, para quem tem o cabelo comprido, sugiro o curto e insisto, converso e vou criando na pessoa a curiosidade pelo corte. Em princípio brinco, mas corto só um pouco para não chocar. A ideia é que, com esse bate papo, ela fique “empolgada” e depois retorne para fazer o corte mais curto.

7) Qual a tendência de curto para a temporada? Repicado, fio reto ou bob?

O long bob está em alta e deve continuar sendo tendência para o inverno.

8) Qual o seu corte curto favorito?

Gosto de cortes que eu possa criar, “pirar” um pouco. É ótimo quando as clientes não têm medo de ousar e posso investir numa certa irregularidade. Gosto, por exemplo, do corte da atriz Andreia Horta (a “Maria Clara” da novela Império), aquele da primeira fase, mais desconstruído.



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336