Diabetes: Quatro hábitos para se manter saudável

diabetesO percentual de pessoas diabéticas passou de 5,3% para 7,4% entre 2006 e 2012, segundo dados divulgados em 2013 pelo Ministério da Saúde. De acordo com a Federação Internacional de Diabetes – IDF, até 2025, o aumento mais expressivo na incidência do diabetes1 está previsto para os países em desenvolvimento. Ter conhecimento a respeito do crescimento da doença, no entanto, não basta. É importante entender do que se trata e como preveni-la, para conviver bem com ela.

É bastante comum ouvir que pessoas diabéticas devem evitar a ingestão de açúcar, mas raramente se sabe o porquê dessa precaução. Em linhas gerais, para o bom funcionamento do organismo, células de diversas partes do corpo necessitam de muita energia, que é basicamente gerada pelo açúcar, uma caloria essencialmente útil para o corpo humano. Se esse açúcar, chamado glicose ultrapassar o limite de concentração, ele passa a ser nocivo ao ser humano. Surge, então, o diabetes, um grupo de doenças que, no Brasil, afeta cerca de 14 milhões de pessoas, e surgem 500 novos casos por dia, de acordo com o Ministério da Saúde.

Grande parte das pessoas que têm diabetes, no entanto, não sabe que tem a doença. Esse foi o caso da assistente de atendimento, Luana Soares, de 30 anos, que descobriu ter a doença em 2008, por acaso. “Quando meu primo, que é diabético, foi medir a glicemia dele, pedi que medisse a minha. Ela estava em 544”, comenta. “Quanto aos sintomas, só fui ligar uma coisa com a outra depois de realmente fazer exames e constatar que estava com diabetes”, conta.

Daniel Gentil, médico especialista em gestão da plataforma de saúde AbVita, explica que sem o devido controle, o diabetes se torna grave. As altas taxas de glicose acumulada no sangue (hipergliciemia), podem, com o tempo, afetar rins, visão, nervos e até mesmo, às artérias do coração. Os mais comuns são Tipo 1 – Diabetes Mellitus Insulinodependente; Tipo 2 – Diabetes Melitus; e Diabetes Gestacional.

Mais qualidade de vida
Se não controlado, o diabetes pode desencadear sérios problemas de saúde, por isso a conscientização e a educação do paciente são dois dos principais aliados no controle da doença.
“O diabetes pode ser controlado de forma que o portador tenha qualidade de vida, porém para que isso aconteça é importante a combinação de dois fatores: a conscientização do paciente quanto a importância de um estilo de vida saudável o acompanhamento médico. A plataforma de saúde AbVita permite que, através da tecnologia, o especialista tenha um controle dos dados clínicos do portador de diabetes e possa prescrever linhas de cuidados que orientam quais exames e mudanças no estilo de vida devem ser feitos para que a pessoa avaliada permaneça saudável por mais tempo”, explica Daniel Gentil.

O especialista destaca quatro hábitos importantes para que o portador de diabetes possa viver de forma saudável:

1. Alimente-se de forma consciente: Quando o assunto é a dieta ideal para quem tem o problema, existem muitos mitos, mas a verdade é que ela varia para cada diabético. Um plano alimentar completo só pode ser oferecido após uma visita a um profissional qualificado, que deverá observar os níveis glicêmicos e de colesterol, o peso, a atividade física do paciente, além, é claro, de suas preferências alimentares. No entanto, algumas recomendações são iguais para todos: Fazer três refeições por dia intercaladas com pequenos lanches; preferir alimentos integrais, pois eles são ricos em fibras, que melhoram a ação da insulina; trocar leite integral por desnatado e preferir derivados mais magros e evitar sucos naturais, que possuem muitas porções de frutas. Procure consumir a fruta como tal, sempre em pequenas porções, com preferência para as menos calóricas.

2. Mexa-se: Prática diária de exercícios físicos e adoção de hábitos saudáveis, como boa alimentação, ajudam a manter o peso (essas ações contribuem para a prevenção e o controle do diabetes, especialmente, ao tipo 2, relacionado ao sobrepeso e obesidade). Quanto ao Diabetes Mettilus Gestacional, o tratamento também vem com dieta e exercício, geralmente. Nos poucos casos em que estes não são suficientes para o controle glicêmico, o tratamento é realizado com insulina;

3. Evite o consumo de bebidas alcoólicas: O álcool pode ser muito prejudicial para o portador de diabetes uma vez que contém mais calorias que a glicose e pode causar inflamação aguda do pâncreas, agravando ainda mais a doença;

4. Não fume: O fumo deve ser evitado, pois é altamente nocivo aos diabéticos, já que provoca o estreitamento das artérias e pode acelerar as complicações da doença.



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336