7 queixas mais comuns dos pacientes de pele negra

Manchas, espinhas e foliculite são algumas  dos principais temas relatados para os médicos do primeiro grupo especializado no atendimento da pele negra, em São Paulo 

  

O Brasil é um país com alto índice de miscigenação, mais de 50% da população é constituída por pardos e negros. Uma das características da pele negra é a maior presença de melanina, que embora proporcione fator de proteção solar natural, tende a causar o escurecimento da pele, especialmente nos locais de atrito. Além disso, espinhas, foliculite, machucados ou até procedimentos estéticos podem causar ou estimular a hiperpigmentação da pele (fica mais escura do que o normal). 

 

“É necessário que o médico dermatologista conheça a fundo esse tipo de pele para que possa cuidar e tratar da maneira correta, sempre respeitando suas particularidades e especificidades. Outra característica da pele negra é a presença de mais glândulas sebáceas e por isso é mais oleosa o que a deixa mais propensa  a Acne.  “, afirma a Dra. Camilo Angelo Rosa, dermatologista da Acneclinespecialista no tratamento da Pele Negra em São Paulo. 

 

As 7 queixas mais comuns indicadas pelos pacientes com pele negra que procuram tratamento, estão: 

  • Queda de cabelo (alopécia) – especialmente queda de cabelo e quebra resultante de relaxantes químicos, tranças e acessórios usados no cabelo. 
  • Acne e cicatrizes de acne – que deixam marcas escuras e são particularmente comuns nesse tipo de pele. 
  • Foliculite de barba – é uma infecção da pele que começa no pelo, causada por bactérias e fungos, principalmente pela bactéria Staphylococus aureus. Pode estar relacionada com traumas da pele, como irritação causada pela lâmina de barbear. Os pelos ficam encravados e com bolinhas doloridas, e podem causar  manchas na pele. 
  • Tom de pele irregular – (hiper ou hipopigmentação), como melasma e o vitiligo. 
  • Cicatrizes e queloides – resultante de lesão ou cirurgia. 
  • Dermatose Papulosa Nigra – são as lesões acastanhadas no pescoço, face e tórax 
  • Pintas marrons – múltiplas, comuns em homens e mulheres afro-americanos 

Para tratar problemas como esses é preciso reforçar os cuidados e o tratamento da pele negra, que devem ser contínuos. Isso não quer dizer que não possam ser feitos procedimentos como depilação, laser para rejuvenescimento, peelings ou tratamento para cicatrizes. Na verdade, quando os procedimentos são realizados da maneira correta, esses procedimentos ajudam a melhorar a qualidade da pele, inclusive minimizando ou clareando por completo as manchas.  

“Os cuidados com a pele negra precisam ser diários, com indicação de médico dermatologista especialista, pois além de ser uma pele que tem uma maior facilidade de hiperpigmentação, ela também tem maior número de glândulas sebáceas que podem causar espinhas e cravos e por isso os cuidados com a limpeza e higienização da pele devem ser intensificados”, conclui a especialista. 



WordPress Video Lightbox
ENTRE EM CONTATO.
FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336