Toxina botulínica preventiva contra as rugas

toxina botulínicaO tratamento preventivo de toxina botulínica consegue retardar o surgimento de rugas, além de suavizar expressões existentes na face. Atualmente, muitas mulheres por volta dos 30 anos já aderem ao tratamento preventivo. A dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, explica que a prevenção do aparecimento das rugas, com o uso da toxina botulínica, é bastante indicada quando o paciente possui pele clara, fina, expressões faciais muito fortes e faz “careta” involuntária o tempo inteiro, por exemplo.

“Essa musculatura vai marcando a pele e fazendo com que essas linhas, que inicialmente são dinâmicas e aparecem apenas em expressão, se tornem estáticas, com marcas precoces nesse rosto. A primeira coisa que eu falo para os meus pacientes sobre a toxina botulínica é que a indicação para o tratamento não ocorre apenas por causa da idade e sim pela necessidade”, enfatiza a dermatologista. “Às vezes, nós temos pacientes de 40 anos que não têm uma força de expressão dinâmica forte, não fazem movimentos expressivos e não demarcam rugas e, dependendo do caso, não têm nem indicação para a toxina”, menciona.

Um grupo que geralmente procura esse tratamento, de acordo com dermatologista, são as pessoas com olhos claros, pois elas costumam, naturalmente, fazer contração na presença da luz. “A pessoa acaba fazendo o movimento involuntário de contrair a sua pupila, o que faz com que o músculo ao redor dos olhos se contraia também e comece a formar, por conta disso, as rugas. Então, em alguns casos – quando nós temos essas características – existe sim a indicação”, destaca.

“É importante notar também o músculo entre as sobrancelhas, especialmente na expressão facial, em situações quando a pessoa está preocupada ou prestando atenção em algum assunto. Muitas vezes, ela faz o movimento e isso não tem correlação com a idade, aí temos uma demarcação dessa ruga precocemente. Então, o paciente vem ao consultório apenas pra aplicar a toxina botulínica na musculatura entre as sobrancelhas”, declara.

Claudia Marçal menciona que aplicação de toxina botulínica em pacientes com menos de 30 anos são feitas em casos específicos. “Nessas situações, a gente já vê nessa paciente uma característica de que ela apresentará ou já tem linhas finas ou rídulas [primeiros sinais de envelhecimento na pele]”, afirma.

Tratamento e personalização da toxina botulínica
Vale ressaltar que em relação ao custo da toxina botulínica, é preciso levar em consideração a quantidade de unidades para cada paciente. “É importante verificar qual é a área que vai ser tratada, se é apenas uma região dos olhos, ou se é só uma ponta nasal, ou a região entre as sobrancelhas. Também é necessário averiguar se é um ponto especifico – em que o paciente quer dar atenção, como o alargamento da narina. Outro detalhe depende muito também da toxina botulínica que cada médico escolhe, pois há preços diferentes e isso impacta no valor final do procedimento”, afirma.

Claudia Marçal destaca como as mudanças tecnológicas influenciaram os procedimentos: “Antes utilizávamos unidades maiores de toxina botulínica, que tornava o rosto congelado, muitas vezes artificial. O que eu procuro fazer com meus pacientes é fazer pontos específicos para fazer o relaxamento da musculatura, mas não necessariamente a paralização. Muitas vezes, deixo algumas linhas de expressão pequenas para dar um ar mais natural”.

Ela menciona ainda a importância em personalizar o uso da toxina. “Cada paciente tem uma expressão, um desejo, e temos de atender sempre a vontade dessa paciente, mas temos de lembrar sempre que às vezes o exagero vai ser um fator que, ao invés de deixar mais bonito, vai trazer consequências desastrosas”, afirma.

Fonte: Dra. Claudia Marçal, dermatologista da Clínica de Dermatologia Espaço Cariz, com especialização pela Associação Médica Brasileira (AMB), membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da American Academy of Dermatology (AAD), CME (Continuing Medical Education) na Harvard Medical School.



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336