Tire todas as suas dúvidas sobre o ácido hialurônico

Dr. Oleg Sabatovich, cirurgião plástico e dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, consultor do site BELEZA TODAY, responde aqui todas as dúvidas sobre o ácido hialurônico.

O que é ácido hialurônico?
É considerada como substância fundamental de nossos tecidos, produzida por fibroblastos e o maior depósito se encontra nas cartilagens, que nunca perde elasticidade, forma e volume. Quimicamente representada por duas unidades diméricas do ácido D-gluconico e N-cetil – glucosamina, geneticamente conhecidas como Glicosaminoglicano. Nas propriedades, é um líquido gelatinoso, com a capacidade de se ligar à água, retendo até 1.000 vezes superior ao seu volume. Não causa alergias, não migra, biocompatível e biodegradável e é destinado para efeitos de preenchimento da pele como: rugas, flacidez, depressões, cicatrizes, pele seca e fina. É incolor e amplamente usado na dermatologia e cirurgia plástica, além de outras especialidades.
De que maneira o ácido hialurônico se integra aos nossos tecidos?
Após de ser injetado, com técnica apurada por um profissional nos locais indicados e escolhidos previamente – o líquido gelatinoso de Ácido Hialurônico é integrado pela osmose nos espaços intercelulares e intracelulares, sendo incorporado, promove melhora nos tecidos por meio de sua ligação á água, aumentando os volumes,hidratação das camadas da pele e promovendo alisamento dela.
Ácido hialurônico pode causar irritação, intolerância, extrusão ou granulomas nos locais com a substância?

Pode. Por mais que seja uma substância conhecida como biocompatível e biodegradável ,em alguns casos, pode ocorrer alguma reação – o médico deve rever os conceitos de assepsia, sangramento, doenças pré-existentes, uso de medicamentos ,origem e procedência dos preenchedores e /ou a técnica usada por ele. Alguns casos não temos explicação científica.
Qual é a durabilidade de um preenchedor com ácido hialurônico?

A durabilidade depende de vários fatores ou situações clínicas como anatômicas , e fisiológicas, a existência de doenças crônicas , terapias , onde o paciente está em uso de anti-inflamatórios , diuréticos, hormônios, rádio e quimioterapia etc. Vai diretamente influenciar sobre a durabilidade do material. Em outras situações tipo físicas , como calor no local, compressão contínua, também diretamente esta envolvidas sobre a durabilidade, em forma geral a durabilidade é estipulada entre 3 a 18 meses.
A partir de qual idade se pode usar ácido hialurônico?

Não existe idade ideal, o que existe é a indicação precisa, que será detectada após exame médico nos pacientes. Os defeitos são sempre relacionados com o processo de envelhecimento facial e global, agravadas por mudanças gravitacionais. Temos várias patologias nas quais existe perda de gordura subcutânea, reabsorção óssea, perdas volumétricas, crânio faciais e dos compartimentos de gordura subcutânea. Algumas patologias de origem congênita também podem ser corrigidos e tratados por meio do A.H.
Com o tempo prolongado do uso de ácido hialurônico? Existe situação clínica de resistência ao produto?

Segundo a literatura mundial escrita, não. Pode haver necessidade do médico usar mais quantidades de ampolas de A.H. já que nosso organismo produz equivalente a 200 ml de A.H por dia, para manter o ciclo de reposição e suporte dessas substâncias no nosso organismo diariamente.
Houve mudança no uso de ácido hialurônico nos últimos 25 anos de existência do produto? Técnica de injetar? Maneira de indicar? Mudança nos produtos?
Sim, teve e muita mudança. No primeiro lugar – a pesquisa sobre A.H, por exemplo:
1) Cross-Linking para dar uma maior durabilidade do preenchedor ; sem este preparo dura apenas alguns dias.
2) Origem :animal ou não animal.
3) Perfil de segurança por áreas anatômicas, volumes que se pode injetar.
4) Eficácia,versatilidade e facilidade de armazenamento e em uso.
5) Calibre de agulhas e microcânulas, capacidade expansora e facilidade de incorporar-se aos tecidos depois de ser injetado.
6) Relação entre o gel hidratado como veículo e as partículas de A.H., para evitar ou provocar edema pós-injeção, preenchimentos adequados sem hipercorreção, etc.
7) A técnica de volumização: saber escolher os volumes de preenchedor por cada área tratada, técnica utilizada.
E as complicações, existem?

Sim, e são frequentes. Segundo área anatômica facial, por exemplo: olheiras frequentes, edema extenso nos locais por tempo prolongado e de difícil solução; lábios – hipercorreção com sangramento e manchas, equimoses por 3 a 4 semanas. Outras áreas da face menos envolvidas, porém passíveis. Não recomendamos uso de preenchimento nas grávidas ou lactação ou nos períodos de menstruação com retenção dos líquidos ou em uso de fármacos com efeitos antiplaquetários , vasodilatadores e etc por tempo prolongado e pacientes com doenças crônicas.
É possível associar o uso da toxina botulínica com o ácido hialurônico?
Sim, perfeitamente e é a melhor combinação quando se trata o terço superior da face. Os resultados – muito bons e duráveis. É a melhor combinação na estética facial.

 

Qual o conselho a quem deseja fazer o método de preenchimento ou restaurador?
1.  Escolher o profissional, que atua nesta área e que inspira a confiança, de preferência sócios de SBCP e SBD.
2. Pedir que o médico realize um exame físico, estético e clínico para o diagnóstico preciso com fotodocumentação, mostrando e indicando os seguintes quesitos:

a) Áreas da face com a necessidade de tratar-se com preenchedor e/ou toxina associada;
b) Escolha o material apropriado por cada região anatômica;
c) Técnica que será usada, para atingir o melhor resultado;
d) Supostas complicações que podem acontecer e quais condutas podem ser aplicadas para solucionar problemas.
e) Situação financeira : os pacientes devem entender que os custos dependem da quantidade de produtos usados e que o desejo deles nem sempre é a realidade.Por este motivo, faça avaliação para chegar ao diagnóstico preciso e veja se você tem condições e disponibilidade financeira específica no seu caso. Lembramos, que, cada paciente deve ser abordado e tratado individualmente.
Na maioria, as reclamações por parte dos pacientes que não gostou do resultado não podem “justificados”, já que depende das necessidades de várias ampolas para melhorar os problemas e diretamente envolvem a parte financeira.



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336