Gordura visceral ou localizada? Conheça as diferenças

Se for por uma razão estética, não importa o tipo de gordura corporal apresentada, ela sempre incomoda. Mas, para a saúde, é essencial identificar se ela é  visceral ou localizada. As causas de cada uma são diferentes, assim como as consequências e os tratamentos necessários.

Os dois tipos de gorduras se diferenciam pela localização em que se encontram no corpo. A considerada mais grave é a gordura visceral (intra-abdominal) pois envolve os órgãos do abdômem. É aquela que leva à Síndrome Metabólica, pois propicia o desenvolvimento de doenças como pressão alta, diabetes, colesterol alto.

Em compensação, a gordura localizada não é uma patologia, mas muito mais estética. Encontra-se abaixo da pele, por isso também é chamada de gordura subcutânea. Uma das formas de identificar esse tipo de gordura é pelos “pneuzinhos” na barriga ou nas costas e pela flacidez. A gordura localizada também é responsável pelo famoso culote nas mulheres.
Os dois tipos de gorduras podem aparecer juntos, como é o caso das pessoas obesas.

Tanto a gordura visceral quanto a localizada podem aparecer em homens ou mulheres, mas elas apresentam uma tendência maior a desenvolver a gordura localizada. A causa disso pode ser os hormônios femininos progesterona e estrogênio. Os homens, ao contrário, possuem a testosterona (produzida naturalmente pelo organismo), um hormônio conhecido pela ação anabolizante, o que dificulta a formação da gordura localizada.

A forma mais segura de identificar o tipo de gordura corporal é por meio de exames clínicos, como a medida da circunferência abdominal (máximo 90cm em homens e 84 em mulheres). Buscar ajuda médica é essencial principalmente nos casos de gordura visceral, quando é necessário tratar as doenças que estão causando o acúmulo de gordura ao redor dos órgãos. Em ambos casos, o tratamento envolve reeducação de hábitos alimentares e mudanças no estilo de vida.

Confira as diferenças:
GORDURA VISCERAL
O que é – É a gordura intra-abdominal, ou seja, ela se mistura aos órgãos do abdome.
Causas – A gordura visceral está relacionada a fatores como obesidade, genética (histórico na família de diabetes, dislipedemia, hipertensão), sedentarismo, dietas ricas em gorduras e ingestão de álcool.
Riscos – Doenças cardiovasculares, hipertensão, síndrome metabólica, diabetes, entre outras.
Tratamento – Pessoas com gordura visceral devem ter acompanhamento médico, pois é preciso tratar as doenças que levam ao surgimento dessa gordura e as causadas por ela. Exercícios físicos e reeducação alimentar (adoção de uma dieta pobre em gordura e rica em fibras, que diminuiu a absorção da gordura) fazem parte do tratamento.

GORDURA LOCALIZADA
O que é – É a gordura que fica abaixo da pele, chamada subcutânea. Pode ser identificada pelos “pneuzinhos” na barriga ou nas costas, pela flacidez ou culote, nas mulheres.
Causas – Esse tipo de gordura também pode estar relacionado a maus hábitos alimentares e sedentarismo, mas sofre grande influência da étnica e do biotipo da pessoa.
Riscos – Não há riscos diretos para a saúde. É mais preocupante esteticamente.
Tratamento – Muitos casos podem ser resolvidos com reeducação alimentar e exercícios físicos. Porém, dependendo da região, alguns tratamentos estéticos locais como lipoaspiração, eletrolipo, drenagem ou massoterapia, também são necessários.

Fonte: Dra. Simony Chiaperini, médica anestesiologista, pós-graduada em medicina do trabalho



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336