Flacidez: principais dicas para acabar com o problema

Verdadeiro tormento para a maioria das mulheres, a flacidez pode desaparecer do espelho com procedimentos estéticos bem menos dolorosos do que se imagina. Isso porque, no mercado de beleza atual, diversas opções a de tratamentos não invasivos têm conquistado a ala feminina por oferecer resultados rápidos e satisfatórios, sem deixar cortes e cicatrizes típicas de uma cirurgia.

Confira também algumas dicas que ajudam a atenuar e combater a flacidez:

Quando a pele perda a elasticidade, surge a flacidez. E se o objetivo é deixar a pele mais firme de um jeito rápido e eficiente, os tratamentos estéticos podem dar aquela força. Embora tenham nomes diversos, eles agem de forma parecida: estimulam a produção de colágeno, uma das fibras que dá sustentação ao tecido cutâneo. Vale lembrar que flacidez de pele e de músculo são diferentes: a primeira é caracterizada por uma frouxidão no tecido e surge por vários motivos, como excesso de sol, gravidez, efeito sanfona e o próprio envelhecimento natural, que geralmente começa após os 30 anos. Já a do músculo surge principalmente pela falta de atividade física, além da passagem do tempo. Os dois tipos podem ocorrer juntos ou separados.

Um ótimo aliado no tratamento da flacidez de pele é a radiofrequência.
Equipamento de última geração que apresenta resultados corporais e faciais.
No corpo: atua aquecendo tanto a superfície quanto as camadas mais profundas da pele. O calor estimula a produção de colágeno, aumentando a firmeza, além de melhorar o aspecto da celulite.
Onde usar: bumbum, joelhos, braços, abdômen e coxas.

Na face: atua da mesma forma, aquecendo as camadas da pele. Estimulando a produção de colágeno, promovendo um efeito lifting.
Número de sessões: em média, são indicadas oito sessões, uma vez por semana. O resultado aparece após a quarta. Mas é possível sentir a pele mais firme logo na primeira aplicação.
Cada uma delas dura 40 minutos. Quando terminar o protocolo de tratamento é preciso fazer uma sessão a cada dois meses para manter o resultado.
Contraindicação: uso de marca-passo ou prótese metálica e gravidez

Outros procedimentos:
Power Shape Platform – Indicação: reduz flacidez, além de gordura localizada e celulite
Como funciona: pode ser utilizado tanto no corpo quanto no rosto, pois associa radiofrequência, ultrassom cavitacional, LED vermelho e sucção. No caso do rosto, utiliza-se a radiofrequência que reorganiza as fibras de colágeno, bem como estimula a produção de novas fibras, combatendo a flacidez.
Quantidade de sessões: pelo menos seis, realizadas uma vez por semana.

Carboxiterapia – Indicação: atenua flacidez, assim como celulite, gordura localizada e olheiras.
Como funciona: com o auxílio de uma agulha, injeta-se CO2 na pele para melhorar a oxigenação da pele e aumentar o metabolismo local, amenizando flacidez, gordura localizada, estrias e celulite, sem deixar de melhorar, também, a textura da pele.
Quantidade de sessões: de oito a 12, feitas semanalmente.

Dermoinfusão – Indicação: age no combate à flacidez e ao surgimento de manchas e rugas finas.
Como funciona: combinada com o peeling físico, utiliza ponteira diamantada e soro fisiológico sobre a pele para promover esfoliação e hidratação. Outras substâncias também podem ser aplicadas, porém, é preciso ter cautela, devido ao risco de um processo alérgico.
Quantidade de sessões: apenas uma sessão de 20 minutos garante o resultado. Por isso, não precisa ser frequente.

Confira algumas dicas que ajudam a atenuar e combater a flacidez:
Mudar a alimentação. Esta é a dica mais importante para combater a flacidez. Sem uma dieta saudável, nada vai funcionar. Lembre-se de comer bem não só pela questão estética, mas pela saúde em geral. Evite frituras e alimentos gordurosos e reduza o consumo de açúcar. Ovos, batata doce, folhas verde escuras, leguminosas, aveia, frutos do mar, vitamina C, tomate, arroz integral, frutas vermelhas, frango, quinoa, goiaba, abacate e cacau, são os alimentos que ajudam a combater a flacidez.

Exercícios localizados. A flacidez costuma surgir em áreas específicas do corpo, como a parte inferior do rosto, pescoço, parte interna dos braços, abdômen, coxas e glúteos. Adote rotinas de exercícios que você pode fazer no conforto de sua casa. Escolha exercícios específicos para as regiões do corpo com mais flacidez. Por exemplo, faça abdominais para reduzir a cintura ou exercícios que utilizem a força do próprio corpo para tonificar os braços, endurecer os glúteos e reduzir ou fortalecer as coxas. Para isso, é preciso ter força de vontade, disciplina e regularidade. Se você fizer os exercícios em um dia e parar nos oito dias seguintes, não verá nenhum resultado.

Exercícios gerais. Tente incorporar algum tipo de exercício à sua rotina diária. Caminhe pelo menos meia hora por dia, suba as escadas em vez de ir pelo elevador e saia para passear com seu cachorro. Pratique atividades que não impliquem gastos, mas que deixarão você mais ágil e sempre em movimento. Tudo isso contribui para acelerar o metabolismo.

Água fria. Durante o banho, tente não usar água muito quente, a temperatura morna é a ideal. No final, abra o chuveiro com água fria durante cinco minutos ou o tempo que aguentar, deixando-a escorrer pelas áreas do corpo com maior incidência de flacidez. A água fria ajuda a tonificar o corpo.

Hidratar o corpo. Procure cremes hidratantes que contenham a coenzima Q10, colágeno, retinol ou elastina, além de outras proteínas, vitaminas e nutrientes de eficácia comprovada na prevenção da flacidez e na melhoria da saúde da pele. Aplique esses cremes todos os dias, de preferência depois do banho, em movimentos circulares ascendentes.

Consultar especialistas. Não acredite em soluções mágicas e baratas. Sua saúde vem em primeiro lugar. Se você quiser resultados rápidos, além de ser alimentar bem, procure uma equipe competente de profissionais de saúde (nutricionistas, treinadores e psicólogos). Muitas coisas de que você não gosta em si mesma podem estar só na sua cabeça. Por isso, você deve se fortalecer interiormente para reforçar sua autoimagem.

Alimentos e bebidas a evitar. Se quiser melhorar sua aparência e ter uma pele mais bonita, aumente o consumo dos seguintes alimentos: frutas cítricas, carnes vermelhas, peito de peru, peixes, queijos, leite, iogurte, grão-de-bico, soja e lentilha. Também é importante beber bastante água e limitar o consumo de refrigerantes, álcool, tabaco, refeições rápidas e doces.

Fonte: Dra. Valquiria Meira – fisioterapeuta dermatofuncional
Fisioterapeuta, especializada em carboxiterapia nas disfunções estéticas corporais e faciais, criolipólise método de resfriamento controlado – ambos pelo colégio brasileiro de biomedicina e com formação internacional em advanced therapy, segue tendências do mercado de saúde e beleza, e está em constante atualização e aprimoramento. Com experiência na área de treinamento e elaboração de protocolos em conceituadas marcas do segmento, atua com tratamentos personalizados associando tecnologia e dermocosméticos para uma estética de resultado.
Tels.: (11) 4308-7007 /11 98205-1003



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336