Entenda o que é e como funciona o hormônio bioidêntico

hormôniosO organismo humano é naturalmente programado para funcionar plenamente até os 30 anos. Após esse período, o corpo começa a sofrer algumas alterações hormonais. As mulheres, por exemplo, começam a sentir as consequências da queda das taxas de hormônio ao entrarem no climatério, que antecede a menopausa. Mas a dermatologista e médica ortomolecular, Dra. Sabrina Rocha, afirma que os efeitos dessa baixa de hormônios e os sintomas dessa fase, mais conhecida pelos calores, ganho de peso e baixa da libido, podem ser tratados pela reposição hormonal bioidêntica.

“Os hormônios agem como uma espécie de transportadores químicos, que circulam pelo nosso corpo levando informações. Eles são responsáveis pelo nosso metabolismo, pelo bom funcionamento dos tecidos, e regulam tanto o desenvolvimento das crianças, quanto o envelhecimento, nos adultos. Para executar sua função de forma eficaz, o hormônio precisa ser reconhecido por uma enzima receptora, presente em seu tecido de destino. Quando utilizamos substâncias sintéticas, a ligação entre hormônio e receptor pode ser comprometida, prejudicando o bom funcionamento do organismo”, explica a médica.

A reposição hormonal bioidêntica surge para acabar com os problemas causados pela versão sintética. “Diferentemente dos hormônios sintéticos, o hormônio bioindêntico, como o próprio nome já diz, é idêntico ao que produzimos naturalmente. Sendo assim, sua estrutura química e molecular é igual a dos hormônios produzidos pelo nosso organismo, mesmo sendo desenvolvido em laboratório. Além disso, eles se renovam de maneira natural a cada dia, e não ficam acumulados em nosso corpo, como os sintéticos”, diz doutora Sabrina.

A médica ortomolecular lista alguns hormônios bioidênticos que podem ser prescritos, de acordo com a necessidade de cada paciente:

Hormônios da Tireóide: “Responsáveis pelo metabolismo e peristaltismo (movimentos do intestino). Sua queda é associada a sintomas como diminuição de energia, perda de memória e ganho de peso.”

DHEA: “Hormônio presente em maior quantidade no corpo humano. Tem bastante influência no humor, disposição e energia, e funções cognitivas. Ele também é responsável pela produção de outros hormônios importantes como o cortisol.”

Testosterona para homens: “A diminuição da libido, ganho de gordura corporal e perda de massa muscular, doenças cardiovasculares, depressão e perda cognitiva podem estar diretamente ligados com a queda deste hormônio.”

Testosterona para mulheres: “É fundamental para o metabolismo e desejo sexual.”

Progesterona Micronizada: “Responsável pelo nosso bem estar. É diurético e previne a osteoporose.”

Estrogênio: “Estimula o crescimento e fortalecimento dos ossos. Quando está em falta no organismo, pode causar perda de memória, perda da lubrificação vaginal e depressão.”

Hormônio de Crescimento (GH): “Quem apresenta perda significante desse hormônio, geralmente sofre com baixa auto estima, depressão, cansaço constante e diminuição da resistência durante a prática de atividades físicas

Hormônio Melatonina: “Hormônio regulador do sono, possui função antioxidante cerebral.”

Hormônio Cortisol: “A deficiência do cortisol pode causar depressão, fadiga e hipotensão.”

Hormônio Pregnenolona: “Atua na formação de outros hormônios como o DHEA, estradiol, progesterona e testosterona. Apresenta funções neurotransmissoras e promove a formação de novos neurônios”, finaliza.



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336