Carnaval: cuidado com o mix de energéticos e álcool

Segundo cardiologista do HCor, a mistura entre as bebidas eleva a pressão arterial e agrava o quadro de pessoas com doenças cardíacas. O médico ainda ressalta que a grande quantidade de cafeína presente nos energéticos também pode ocasionar arritmias, insônia, gastrite, desidratação, tremores, dores de cabeça, ansiedade, além de potencializar o efeito maléfico do álcool no cérebro.

2013-butterflies-beasts-bacchanal-bliss-costumes-2014-trinidad-7Em busca de mais disposição e energia na hora de curtir a folia do carnaval não são poucas as pessoas que optam por misturar energéticos com bebidas alcoólicas, sem levar em conta a quantidade que estão ingerindo. “Em excesso, essa mistura pode elevar a pressão arterial, o que pode tanto desencadear problemas cardíacos em pessoas sadias, quanto agravar o estado de saúde de portadores de cardiopatias. Vale lembrar que a grande quantidade de cafeína presente nos energéticos também pode ocasionar arritmias, insônia, gastrite, desidratação, tremores, dores de cabeça, ansiedade, além de potencializar efeito maléfico do álcool no cérebro (Veja abaixo)”, explica o Dr. Daniel Santos, cardiologista do Sport Check-up do Hospital do Coração (HCor).
Segundo o Dr. Santos, o excesso no consumo da mistura entre as duas bebidas se dá pelo fato de que o forte gosto de destilados como vodca e uísque são facilmente mascarados pelo sabor dos energéticos. Outro agravante é que a presença de cafeína, que oculta os efeitos do álcool, leva a pessoa a beber cada vez mais. “O álcool é um depressor e após ingestão de uma dose começam os primeiros sintomas de relaxamento e sonolência.

A cafeína, por outro lado, é um estimulante e causa uma sensação de euforia e excitação”, explica o cardiologista do HCor. “A união entre os dois faz o usuário não sentir as consequências da ingestão alcoólica. Ou seja, com a redução do efeito sedativo do álcool provocado pelos energéticos, a pessoa se sente apta a beber por mais tempo e não percebe a embriaguez”, alerta o médico.
O Dr. Santos acrescenta que, embora a pessoa possa se sentir um pouco melhor com a combinação, os reflexos e a sua coordenação motora se mantêm alterados. “Isso representa um perigo a mais, já que pode favorecer a ocorrência de acidentes de trânsito”, alerta o cardiologista do HCor.
Álcool & Energéticos no Brasil
Segundo o Dr. Santos, pesquisas recentemente divulgadas por universidades públicas brasileiras constataram que que 76% dos usuários misturam energéticos com destilados. A bebida mais consumida é o uísque (60%), seguido da vodca (37%) e da cerveja (13%).
Após a ingestão isolada de bebidas energéticas, 61% relataram não sentir nenhum efeito, 10% mencionaram aumento da alegria, 9% euforia, 9% insônia, 7% desinibição e 24% aumento do vigor físico.
Dos que relataram uso combinado com álcool, 14% relataram não sentir alteração dos efeitos do álcool, mas 38% reportaram aumento de alegria, euforia (30%), insônia (11%), desinibição (27%) e do vigor físico (24%).
Efeitos da mistura para o cérebro
O cardiologista do HCor ainda ressalta que um outro estudo nacional demonstrou que a cafeína presente nos energéticos potencializa o efeito maléfico do álcool no cérebro. “De acordo com pesquisa, a cafeína acelera a morte de células cerebrais, causada principalmente pelo álcool, o que pode levar ao envelhecimento precoce e a ocorrência de doenças como mal de Alzheimer e de Parkinson”, explica o médico.
Outros dados do estudo mencionado pelo Dr. Santos mostram que quando o consumo de bebida alcoólica é exagerado, a mortalidade precoce de células cerebrais aumenta em 50%. Porém, quando há uma junção entre álcool e cafeína, esse risco chega a 80%. “A morte de células cerebrais pode prejudicar as atividades motoras e cognitivas do indivíduo de maneira permanente, já que alguns tipos de lesão cerebral não se regeneram”, conclui o médico do HCor.



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336