Buona Vita: da produção ao pós-venda, sustentabilidade é compromisso levado a sério

bases biocompativeisdSustentabilidade não deve ser marketing: é uma preocupação séria, que deve balizar as ações das empresas do início ao fim do processo produtivo. E é dessa forma que a Buona Vita encara o tema, pensando sempre em diminuir os impactos negativos sobre o Meio Ambiente e incentivar práticas que levem em consideração o reaproveitamento e soluções em Sustentabilidade. “Essa preocupação vem de berço, desde respeito aos seres vivos, a preocupação com os animais, os vegetais e a natureza, de forma geral. Isso sinaliza as nossas atitudes para as grandes coisas. E de cada ação, incentivamos outras pessoas a ter essa consciência”, argumenta Luiz Carlos Caramori, diretor executivo da Buona Vita. “No mundo, sempre há escolhas, e na vanguarda da empresa uma delas foi levar em conta a satisfação do cliente oferecendo um bom produto e a outra da qual não abrimos mão é respeitar o Meio Ambiente, mesmo que para isto seja necessário um investimento extra. É possível crescer, expandir, inovar e ainda dar atenção aos anseios da humanidade.”

Vencedora de duas edições do Prêmio Casem de Gestão Sustentável e três do Prêmio Internacional de Sustentabilidade Socioambiental do Instituto Chico Mendes, a Buona Vita sempre se pautou pelo tema, oferecendo produtos com matérias-primas eco-friendly, eliminando ativos cosméticos que podem causar problemas ambientais e à saúde do consumidor, além de incentivar práticas corretas na destinação das embalagens vazias. A mais nova das ações da empresa visa o aprimoramento da logística, em processo de substituição para eliminar o uso do plástico bolha, que embalava os produtos dentro das caixas de entrega. “Investimos em uma máquina nova para reaproveitarmos o papelão e papéis para proteção de embalagem do produto, substituindo o plástico bolha. Esse processo está sendo feito aos poucos pois alguns produtos ainda necessitam esse tipo de proteção, mas logo será eliminado por completo, visto que estamos trocando algumas das embalagens antigas, que ainda não eram do tipo PET, para as produzidas com esse material, o que está previsto para o primeiro semestre desse ano. Alguns de nossos potes atuais ainda são mais duros/secos, portanto colocamos um pouco de plástico bolha para garantir a segurança e proteção da embalagem no transporte até chegar para o nosso cliente, e preenchemos o restante da caixa com os papéis picotados”, explica Caramori. “Outro ponto que foi melhorado tem relação com o peso, já que tinha muito papelão e plástico de bolha internamente, o que deixava a caixa pesada. Assim também reforçamos nosso compromisso de sempre levar a melhor alternativa para o consumidor, seja no cosmético, seja na forma como ele será produzido e entregue”, garante. O papel utilizado pesa menos e mantém os produtos protegidos. “Usamos os papelões como reforço na embalagem, o que é uma medida sustentável, pois recheamos as caixas com esses papéis e eliminamos os plásticos.” Além disso, a empresa incentiva outras ações, veja abaixo:

Ativos e matérias-primas eco-friendly — “A questão central e principal que as marcas de cosméticos deveriam seguir é a escolha de ativos Eco-friendly, que minimizem ou eliminem os impactos negativos sobre o Meio Ambiente e ofereçam maior segurança à saúde do profissional de saúde estética e do cliente final. Os óleos minerais usados em cosméticos, por exemplo, não são biodegradáveis e proporcionam um grande risco, pois podem causar sérios problemas ambientais, além de riscos à saúde de quem utiliza. A substituição por óleos vegetais garante absorção total (portanto, proporciona também melhores resultados), não passando o sensorial “grudento”, o que por si só dispensa a utilização de papel toalha para retirada ou mesmo o banho. Outro ponto importante com relação aos ativos e que deve ser falado é na questão do uso do polietileno em esfoliantes. O polietileno é uma partícula plástica, que não penetra na pele. Ao ser eliminada pelo ralo após utilização, devido ao seu tamanho, não consegue ser filtrada pelo sistema de tratamento de água e nem pode ser reciclada, gerando contaminação de oceanos, rios e lagos e prejudicando ecossistemas marinhos. A substituição, na Buona Vita, é feita com microesferas vulcânicas.”

Produtos sem adição de água — “A água sempre foi parte essencial de algumas rotinas de beleza, mas com o avanço da tecnologia, algumas novas formulações de produtos exigem pouca ou nenhuma água para a sua utilização, como a linha Alchemy Genetic, cujos produtos em séruns não contêm adição de água em sua composição, o que permite que tenham altíssima concentração de ativos, chegando a 99% de composição de ativos atuando em sinergia para conquistar os benefícios estéticos pretendidos pelo cliente, de forma muito mais eficiente.”

Embalagens com melhor reaproveitamento — “É importante cobrar dos parceiros certificações e materiais sustentáveis. Embalagens como as PET’s têm melhor facilidade de reaproveitamento e isso, a longo prazo, ajuda a reparar os impactos negativos e criar impacto positivo sobre o Meio Ambiente. Além disso, os clientes recebem os produtos em sacolas plásticas 100% biodegradáveis.”

Práticas sustentáveis nas sedes das empresas — “Nesse quesito, uma série de atitudes devem ser tomadas, a fim de que os critérios de consumo consciente também estejam presentes nas instalações. A sede da Buona Vita, por exemplo, tem arquitetura ideal, com amplas janelas, que dão vazão à claridade natural e contribuem para a economia de energia elétrica; as lâmpadas são econômicas; a água da chuva é armazenada em cisterna e reaproveitada para limpeza e abastecimento da fonte existente no jardim do hall de entrada da empresa; além do reaproveitamento de papel; o não uso de copos descartáveis pelos nossos colaboradores; e sempre desligamos os monitores nos intervalos. São pequenas ações que fazem a diferença.”

Práticas sustentáveis com parceiros — “Todas as páginas da web, pelo simples fato de estarem no “ar”, contribuem para a poluição ao meio ambiente e, isso ocorre, pois todos os sites estão hospedados em máquinas (servidores) – que consomem muita energia e emitem CO2, por causa do tráfego de dados nas páginas. Para compensar essas emissões, a Buona Vita firmou parceria com a empresa Site Sustentável, que mede e calcula o índice de CO2 gerado nos servidores e, dessa forma, estabelece a quantidade de árvores que deverá ser plantada. Para os materiais gráficos, também exigimos de nossos fornecedores, a quem temos como parceiros, impressões “sustentáveis”, feitas com tinta à base de soja.”

Incentivar a destinação correta das embalagens vazias — “A Buona Vita disponibiliza aos seus clientes, por meio de suas revendas, a logística reversa, com os postos de coletas de embalagens vazias de produtos, mostrando que a ciência e a beleza podem ser aliadas do meio ambiente. As embalagens coletadas são direcionadas para catadores, cooperativas e empresas que fazem a reciclagem do material. Ou seja, o processo de impactos positivos é completo: da produção ao pós-venda.”

Buona Vita: A Buona Vita oferece, desde 1988, tecnologia de ponta e princípios ativos seguros, que garantem resultados rápidos e eficazes. Precursora do uso da nanotecnologia na indústria cosmética, hoje está entre as líderes do segmento de cosméticos profissionais, e possui uma linha Home Care; a sustentabilidade é um dos diferenciais da Buona Vita com a formulação de produtos com bases biocompatíveis. Tecnologia, pesquisa e responsabilidade para enaltecer a beleza e cuidar do planeta. www.buonavita.com.br | SAC 41 3023-1855



WordPress Video Lightbox

    ENTRE EM CONTATO.
    FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
    AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


    comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336