A indústria de cosméticos ingressa na era da emoção

Em resposta aos consumidores interessados cada vez menos por produtos que prometem combater os sinais externos de envelhecimento e cada vez mais por soluções que proporcionem bem-estar, a indústria de cosméticos decidiu explorar o impacto emocional de seus produtos e se propõe a descortinar novos horizontes de felicidade.

Fonte: Brazil Beauty News 2019

O enfoque emocional oferece, sem dúvida alguma, novas possibilidades de inovação para a indústria de cosméticos. (Photo : © master1305 / shutterstock.com)

As moléculas de felicidade e bem-estar são a mais recente tendência em matéria de cosméticos. A corrida pelos produtos à base de canabidiol (CBD) é um dos muitos indícios dessa busca por uma “pele feliz“. No entanto, as barreiras regulatórias relacionadas com o uso dessa substância estão levando os fabricantes de ativos cosméticos a pesquisar outras moléculas.

Por ocasião do salão in-cosmetics Global, realizado em Paris no início do mês, a Givaudan apresentou o Sensityl, princípio ativo de origem marinha que, além de ter propriedades calmantes para a pele, é capaz, segundo a empresa, de influenciar positivamente o humor dos usuários. “Os consumidores estão aceitando com facilidade cada vez maior o aparecimento de rugas“, explica Pauline Martin, Global Communications & Events Manager da Givaudan. “Em compensação, querem se sentir bem com a idade que têm“.

Para demonstrar os efeitos desse ingrediente sobre o humor dos usuários, a Givaudan utilizou protocolos de testes desenvolvidos por sua divisão de Perfumes. “A principal função da indústria de beleza é proporcionar emoções ao consumidor, e hoje já é possível comprovar cientificamente esse efeito“, ressalta Pauline Martin.

Seguindo um modelo similar, a Seqens testou o impacto emocional do Glycuron 2.78, princípio ativo biotecnológico que contribui para a hidratação e a regeneração da pele. O produto, apresentado no salão in-cosmetics 2019 de Paris, foi avaliado por meio de um teste com placebo baseado em protocolo desenvolvido pela empresa Spincontrol. Resultado: o Glycuron 2.78 comprovou sua capacidade de melhorar de maneira significativa a imagem que o usuário tem de si mesmo.

A autoimagem é um elemento muito importante da busca por um envelhecimento de melhor qualidade, o que corresponde a uma mudança radical na forma como as mulheres vivenciam a própria idade“, explica Aïna Queiroz, gerente de Inovação e Comunicação Científica da Seqens.

Esse é também o ponto de vista da Solabia, fornecedora francesa de ingredientes cosméticos. Para a empresa, hoje “o consumidor já não procura mais esconder as rugas a qualquer preço — o que ele quer é viver em harmonia com seu corpo e sua imagem“. Foi essa visão que motivou a Solabia a apresentar, durante o salão in-cosmetics, o 3Dermilyn, princípio ativo de origem vegetal obtido a partir de sementes de tanchagem (Plantago lanceolata), adquiridas de fornecedores de produtos orgânicos e sustentáveis. O 3Dermilyn é particularmente rico em mucilagem, polissacarídeo capaz de reter grandes quantidades de água.

Segundo a Solabia, o ingrediente age sobre a pele de três maneiras: uma ação estrutural, que reforça a arquitetura da pele; uma ação sensorial, graças à exclusiva sensação de toque que ele proporciona; e uma ação emocional, que estimula a percepção de bem-estar cutâneo, reduzindo os efeitos do estresse.

Testado in vitro em um ensaio com placebo que utilizou queratinócitos, o 3Dermilyn demonstrou ser capaz de aumentar a liberação de dopamina (+19%) e serotonina (+12%), duas moléculas conhecidas por seus efeitos positivos sobre o humor das pessoas.

Mas isso significa que os consumidores poderão em breve vivenciar um inigualável sentimento de felicidade e bem-estar proporcionado por cremes revolucionários? Alguns fornecedores recomendam prudência diante de promessas excessivamente otimistas.

A relação entre bem-estar fisiológico e bem-estar psicológico é conhecida há muito tempo“, ressalta Edith Filaire, diretora científica do Grupo Greentech. “Sabemos que o envelhecimento vem geralmente acompanhado por uma diminuição da autoestima. As mudanças psicológicas podem também ser provocadas por alterações de natureza hormonal. A aplicação de um produto de cuidado da pele pode gerar maior bem-estar, mas essa sensação precisa ser quantificada com base em testes cientificamente comprovados“.

Partindo desse princípio, a Greentech apresentou, no salão in-cosmetics, os resultados de novos estudos realizados com o Hebelys, ingrediente ativo biotecnológico voltado para peles maduras, lançado em 2018 em parceria com a Deinove. Os testes efetuados com uma amostra constituída de 24 voluntários com idade entre 60 e 70 anos evidenciou uma melhoria na autoestima (+10,5%) e no humor (+9%).

O enfoque emocional oferece, sem dúvida alguma, novas possibilidades de inovação para a indústria de cosméticos. Mas as marcas e os fornecedores devem ter o cuidado de embasar solidamente seus argumentos de venda no âmbito de uma visão mais holística da beleza.

Vincent Gallon
(Tradução: Maria Marques)



WordPress Video Lightbox
ENTRE EM CONTATO.
FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336