Procedimentos estéticos que não atrapalham a rotina

Procedimentos minimamente invasivos são alternativas à cirurgia plástica e de rápida recuperação
A busca por alternativas para retardar o efeito do envelhecimento, dando fim às marcas e linhas de expressão, ainda é o principal objetivo dos pacientes nos consultórios dos cirurgiões plásticos. Nem sempre é necessário uma cirurgia. Em muitos casos, procedimentos minimamente invasivos são boas opções para a melhora da aparência e rejuvenescimento garantindo o resultado desejado.

“Procedimentos minimamente invasivos são aqueles em que não é preciso realizar nenhum tipo de incisão. São intervenções que dispensam a necessidade de cirurgia, período de internação, causam o mínimo de dor e não afastam a pessoa da sua rotina de trabalho ou familiar”, explica o cirurgião plástico Giancarlo Dall’Olio, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Além disso, o custo desses procedimentos são bem menores do que uma cirurgia plástica. No entanto, a duração é de médio e curto prazo, não sendo definitivos.

Para quem deseja avaliar a possibilidade de um tratamento estético pouco invasivo e de efeito imediato, o cirurgião plástico explica algumas indicações dos procedimentos mais procurados:

Dermoabrasão:

A dermoabrasão ajuda a refinar as camadas superficiais da pele usando um método controlado de raspagem cirúrgica. O tratamento suaviza as irregularidades, dando à pele uma aparência mais suave.

“Essa técnica melhora a aparência da pele da face com cicatrizes de acidentes ou de cirurgias prévias, mas também é uma alternativa para suavizar rugas faciais e superficiais, como aquelas ao redor da boca”, explica o especialista.

O procedimento também pode ser usado para remover tumores pré-cancerígenos, denominados queratoses e até cicatrizes profundas de acne.

“A dermoabrasão pode ser realizada em pequenas áreas da pele ou em toda a face, podendo ser feita isolodamente ou combinada com outro procedimento como, por exemplo, o peeling químico”, enfatiza Giancarlo.

Peeling Químico:

A pele irregular, enrugada, manchada ou com cicatrizes pode ter a textura suavizada e mais jovem com a utilização do peeling. Este procedimento minimamente invasivo utiliza uma solução química para suavizar a textura da pele, removendo as camadas exteriores danificadas.

Além de efeitos na face, o peeling químico pode ser aplicado no pescoço e nas mãos.

“A indicação é para peles que tiveram exposição ao sol, acne ou cicatrizes de acne, manchas senis, rugas, sardas, pigmentação irregular, pele áspera e descamativa, cicatrizes e pele danificada pelo sol”, exemplifica o cirurgião.

Laser:

Reduz rugas faciais, cicatrizes e manchas. A remoção gradativa da pele danificada diminui as chances de haver hipopigmentação ou clareamento da pele.

Preenchimento Cutâneo:

Preenchimentos dérmico injetáveis são usados para aumentar lábios finos, melhorar contornos superficiais, suavizar e eliminar rugas faciais e melhorar a aparência das cicatrizes. “O efeito do preenchimento é imediato, mas não estaciona o processo de envelhecimento”, alerta o médico.

A aplicação de preenchedores que ativam o ácido hialurônico, por exemplo, tem duplo papel: prevenir e reparar. Ao aumentar a quantidade dessa molécula na pele, há aumento da elasticidade, da hidratação e das rugas finas.

Segundo doutor Giancarlo, para que o resultado fique o mais natural possível, o profissional deve conhecer bem a anatomia da área a ser aplicada e escolher o produto correto para cada região a fim de minimizar os riscos das aplicações. A área a ser preenchida deve passar por uma avaliação correta para que o resultado seja natural e harmônico.

“Rugas posturais no pescoço, por exemplo, estão surgindo de forma cada vez mais precoce e em pacientes jovens, sobretudo por conta do uso de smartphones, uma vez que passamos mais tempo olhando para baixo e alguns procedimentos minimamente invasivos podem atenuar essas marcas”, afirma Dall’Olio.

Toxina Botulínica:

A forma cosmética da toxina botulínica é uma injeção não cirúrgica que temporariamente reduz ou elimina linhas de expressão, rugas na testa, pés de galinha perto dos olhos e bandas grossas no pescoço.

No caso da escolha pela toxina botulínica, o paciente precisa ter a ciência de que após certo período seu efeito vai diminuindo, por isso a recomendação é uma nova aplicação a cada 6 a 8 meses para manter o resultado do tratamento.

“A certificação do médico é um fator muito importante, mesmo em procedimentos minimamente invasivos, pois significa que a pessoa será atendida por um profissional que teve acesso à formação certificada e rigorosa, está habilitado para analisar o que é melhor para o paciente, trabalha submetido a um código de ética e realiza os procedimentos em instalações médicas credenciadas pela Vigilância Sanitária” conclui Giancarlo.



WordPress Video Lightbox
ENTRE EM CONTATO.
FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336