Cuidados com a pele dos joelhos e cotovelos nos períodos frios | O seu portal de beleza na web | Beleza Today

Cuidados com a pele dos joelhos e cotovelos nos períodos frios

Quando a umidade do ar e a temperatura caem, as primeiras áreas a sofrerem influência dessa mudança climática são os joelhos e cotovelos, que começam a ficar extremamente ressecados. “Isso acontece, pois juntamente com as mãos e os pés, essas são áreas que tem poucas glândulas sebáceas, portanto são mais sujeitas à desidratação. Além disso, como são regiões de atrito e de dobra, elas sofrem com o traumatismo do dia a dia, fazendo com que a pele fique endurecida e com aspecto áspero”, afirma a dermatologista Dra. Thais Pepe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

De acordo com a médica, dois cuidados importantes com essa região no outono e no inverno são: esfoliação e hidratação. “Sobre a esfoliação do cotovelo e joelho, como são áreas mais ricas em queratina, podemos usar partículas esfoliantes maiores. Lembrando que a Semente de Apricot é uma opção.  Outra alternativa com efeito esfoliante bastante considerável é a ureia, que pode ser usada em concentrações altas, como 15 a 20%. Podemos aplicá-la à noite e ocluir com um papel-filme ou filme-plástico, se houver necessidade de uma ação mais potente e uma esfoliação mais potente”, afirma a médica. Esse processo de esfoliação pode ser feito uma vez por semana (ou diariamente no caso da ureia) e isso tende a deixar a epiderme mais macia, pois a pele que estava por baixo [coberta pelas células mortas] são mais jovens e com maior poder de hidratação.

Na aplicação do esfoliante, a pele deve estar úmida para facilitar a espalhabilidade de modo mais regular, diminuindo o atrito das partículas com a pele e promovendo uma aplicação mais leve, confortável e segura. “Com isso, podemos fazer movimentos circulares repetidos, estimulando a microcirculação, a retirada do excesso de queratinização sem provocar nenhum dano tecidual”, afirma.

Mas para evitar que a aspereza volte, também é necessário hidratar a região. “As substâncias hidratantes vão ser responsáveis por proteger a região contra a desidratação e a série de atritos que ela sofre. Então, substâncias como vitaminas como E, C, pro-vitamina B-5, nutriomega 3, 6, 7 e 9, DSH CN e os óleos naturais, como o de amêndoas, maracujá, framboesa, girassol, e manteigas, melhoram a textura, nutrição e radiância da pele corporal, promovendo maior sedosidade”, afirma. A hidratação deve ser feita duas vezes ao dia e, de preferência, logo após o banho.

Quando essas áreas, além de ásperas e desidratadas, também estão acinzentadas, a médica sugere hidratantes específicos geralmente com ácido salicílico para penetrar mais nessa região que os poros são mais fechados. “Nesses casos, os hidratantes comuns são menos eficientes, mas ajudam também”, finaliza.

Dra Thais Pepe: Dermatologista especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, membro da Sociedade de Cirurgia Dermatológica e da Academia Americana de Dermatologia. Diretora técnica da clínica Thais Pepe, tem publicações em revistas científicas e livros, além de ser palestrante nos principais Congressos de Dermatologia.



WordPress Video Lightbox
ENTRE EM CONTATO.
FALE CONOSCO OU ENVIE SUA MENSAGEM AGORA MESMO.
AQUI, NO SITE BELEZA TODAY, ESTAMOS SEMPRE PRONTOS A ATENDER A SUA SOLICITAÇÃO!


comercial@belezatoday.com.br | tel.: (+55 21) 2284-4336